Seixal Jazz 2018 (Portugal)

Fabrizio Spera Concerts Reviews

Da criatividade na música

Gonçalo Falcão (Jazz PT) the complete article

No dia seguinte, a música italiana dos Roots Magic falou do início de tudo, dos blues do Delta do Mississippi, em arranjos muito originais de temas de Charlie Patton, Blind Willie Johnson e outros “bluesmen”. Também se ouviram peças de Ornette Coleman, Julius Hemphill, Marion Brown e Sun Ra. John Carter misturou-se com Pee Wee Russel num tema solar que Coleman Hawkins teria gostado de ouvir! Foi parte concerto, parte aula de história da grande música negra, com o baterista a explicar o mundo de referências e de ligações que se ia sucedendo. Os arranjos para saxofone e clarinete eram brilhantes e reinventaram os blues. Extraordinário o contrabaixista, com problemas de som no início que foram prontamente resolvidos pela equipa técnica.

Por vezes é assim: é preciso vir alguém de outra cultura para nos mostrar que algo tão familiar como os azulejos pode ser usado enquanto pixéis, como no caso do trabalho de Chermayeff & Geismar no painel de entrada do Oceanário de Lisboa. E os italianos mostraram-nos, com um conhecimento enciclopédico dos blues e do jazz, uma reinvenção profunda destas músicas, distante e ao mesmo tempo tão familiar. Foi o melhor momento do SeixalJazz deste ano e merecia casa cheia, que não teve.